Publicidade

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 Arsenal, Aston Villa, Everton | 14:05

A ótima turma da MLS

Compartilhe: Twitter

Quando o Arsenal deixar San Siro esta noite, Thierry Henry estará pronto para retornar a Nova York. Mesmo que não seja decisivo contra o Milan em sua despedida, ele terá argumentos para se orgulhar dos 40 dias que passou no Emirates após quase cinco anos longe de casa. O inesperado empréstimo já lhe rendeu pouco mais de duas horas de futebol (sempre vindo do banco) e três gols pelo clube do coração.

Henry volta aos Red Bulls, talvez definitivamente, mas está eternizado pela recém-inaugurada estátua nas imediações do Emirates. O ótimo desempenho dele, no entanto, não foi mera sessão de nostalgia para os torcedores. O atacante garantiu dois pontos e uma classificação ao Arsenal e ainda ajudou a consolidar a Major League Soccer como um mercado atrativo. Afinal, a Inglaterra também viu Landon Donovan e Robbie Keane brilharem neste início de 2012.

Donovan, aliás, fez até mais do que Henry. Em oito partidas pelo Everton, nas quais o time marcou 11 gols, foram impressionantes seis assistências. Ele deve mesmo encerrar sua passagem por Goodison Park no próximo sábado, quando os Toffees recebem o Blackpool pela FA Cup. Com vitórias recentes sobre Chelsea e Manchester City, David Moyes é quem mais chora a segunda despedida de Donovan, que foi emprestado ao Everton nos mesmos moldes há dois anos.

Campeões da MLS pelo Galaxy, Donovan e Keane empataram por 1 a 1 na Inglaterra

O Los Angeles Galaxy, que recebeu da Inglaterra David Beckham, não economiza na hora de retribuir. Além de Donovan ao Everton, a franquia cedeu Keane ao Aston Villa. O irlandês deixou a Premier League por ter perdido espaço no Tottenham e fracassado no empréstimo ao West Ham, mas provou que tem lenha para queimar. Ele foi habitualmente titular e, assim como Henry, marcou três gols. A despedida deve acontecer em Wigan, na próxima rodada da Premier League.

Exemplos como esses e o de Henrik Larsson no Manchester United em 2007 são perfeitas respostas a quem questiona veteranos de ligas menos competitivas (Donovan, de 29 anos, não é exatamente um) ou mesmo reprova esse modelo de acordo. Entretanto, é necessário que esses empréstimos sejam considerados medidas de emergência, mas não substituam soluções definitivas, como ocorreu no Arsenal, que foi atrás de Henry, ignorou Marco Reus e se vê com Chamakh.

Voltando à MLS, inspiração não falta para quem quiser resolver seus problemas de forma permanente. O texano Clint Dempsey, por exemplo, é o ídolo máximo do Fulham e chegou diretamente do New England Revolution. Nascido na Escócia, mas também crescido no Texas, Stuart Holden deixou o Houston Dynamo para ser peça-chave no Bolton, que agoniza com suas graves lesões. Por isso, sempre mande um observador para os Estados Unidos.

Autor: Tags: , , , , ,

3 comentários | Comentar

  1. 23 Roberto Junior 15/02/2012 20:06

    Daniel, tá na hora, não? Será bom pros dois, Arsenal e Wenger.

    Quanto à turma da MLS, sobretudo, me pergunto por que raios Donovan não sossega na Inglaterra?

    Abraço!

    Responder
    • Daniel Leite 15/02/2012 20:21

      Certamente, isso será considerado e discutido no fim da temporada, mas não antes.

      Donovan tem mais dois anos de contrato com o Galaxy e diz que, depois, gostaria de voltar ao Everton definitivamente. Mas é um desperdício que ele não tenha feito carreira na Europa.

  2. 22 Luiz Souza 15/02/2012 19:29

    Alguem marcou a placa que atropelou o Arsenal ?

    Ah tah sabe-se que ela veio de Milão !
    Que chocolate pela mor.

    Arsenal só fez o que está fazendo na temporada
    Porr*** nenhuma, rs

    Triste Triste

    Responder
  3. 21 Claudio Roberto 15/02/2012 14:17

    A turma da MLS bem que poderiam migrar para a Inglaterra, deixou os times mais ricos em futebol, O Everton e o Fulham que o diga.

    Beckham bem que poderia parar de mimimi, e ter jogado também por algum time , seria algo fantástico.

    Responder
    • Roberto Junior 15/02/2012 21:26

      Claudio, o Beckham preferiu curtir as férias. Com um mulherão que nem a Victoria do lado, não é má ideia. Muiiiiiiiiiito melhor que encarar o Samba, o De Jong e o Huth nos finais de semana rsrsrsrs

      Abraço!

  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios