Publicidade

quinta-feira, 2 de maio de 2013 Debates, Man Utd | 19:01

O Bayern inglês

Compartilhe: Twitter

SAF não diminui o ritmo

A hegemonia do Manchester United na Premier League esteve realmente ameaçada apenas uma vez, quando as três temporadas de 2003 a 2006 foram dominadas pela melhor versão do Arsenal de Wenger e pelo excelente Chelsea de Mourinho. Mas a resposta a esse período foi imediata. Associado a um ótimo desempenho na Europa, o tricampeonato de 2007-08-09 reiterou a soberania do United na era moderna do futebol inglês.

O título de 2012-13, antecipado há bastante tempo e confirmado na semana passada, foi mais uma demonstração da capacidade de Alex Ferguson de preservar o ethos vencedor em Old Trafford, sempre com ajustes pontuais de uma temporada para outra. Por enquanto, houve três elementos capazes de combater o United desde a fundação da Premier League, em 1992: Alan Shearer (título do Blackburn, em 1994-95), Arsène Wenger e o investimento pesado de Chesea e Manchester City. Os Devils sempre contra-atacaram.

Por conta da quantidade de boas e ótimas equipes (ainda superior, por exemplo, à da Bundesliga), a Premier League transmite uma sensação de competividade, mas está claro que o Manchester United é o Bayern Munique da Inglaterra. Candidatos a concorrentes não faltam, mas ele sempre está na corrida pelo título e habitualmente ganha (13 de 21, ou seja, 62% das edições da Premier League).

As mudanças drásticas pelas quais o futebol inglês passou não atingiram Ferguson, que jamais mereceu o rótulo de ultrapassado. Ainda que faça escolhas questionáveis, como relegar Rooney ao banco no jogo da eliminação na Champions League, e mude demais o time durante a temporada, o manager sempre se atualizou como estrategista e manteve total controle sobre o vestiário. Em Old Trafford, ninguém pode ser ou sentir-se maior do que SAF.

O amor recíproco entre Mourinho e Chelsea: que seja infinito enquanto dure

Ferguson é a combinação perfeita entre sagacidade, liderança e imposição de respeito a adversários e arbitragens. Avesso à palavra “aposentadoria” e no comando de um clube que fecha um contrato milionário atrás do outro, ele está na posição ideal para seguir dominando o futebol inglês. A questão é: quem pode minimizar o sucesso do United nos próximos anos?

As respostas mais óbvias são Manchester City e Chelsea, mas o dinheiro precisa ser associado a decisões certas. Para muita gente, os lampejos do City no fim da temporada, como a vitória sobre o United em Old Trafford, justificam um voto de confiança a Roberto Mancini. Outra interpretação é de que o técnico italiano fracassou por não tirar o melhor do time de maneira consistente. O fato é que, apesar do provável título na FA Cup, a temporada é fraca e reflexo de um trabalho confuso, que incluiu contratações que não acrescentaram nada ao elenco.

No caso do Chelsea, a esperança está totalmente depositada no iminente retorno de José Mourinho. A volta do português seria ótima para o clube e para a liga, mas vale lembrar que ele e Roman Abramovich não são propensos a longas parcerias – o período de Mourinho nos Blues (2004-2007) é o máximo que ele permaneceu num clube e também o trabalho mais longo de um treinador sob o comando do russo. Na Premier League, o pós-Mourinho foi decepcionante, com um título e vários anos longe do United.

Entretanto, a conversa não precisa ficar restrita a Manchester City e Chelsea. O notável exemplo do Borussia Dortmund, bicampeão alemão (2011 e 2012) e finalista da atual edição da Champions League, mostra que investimento descomunal não é o único caminho para tornar-se uma potência, embora ele facilite e acelere esse processo. Mas isso é assunto para outro artigo, em breve.

Autor: Tags: , ,

7 comentários | Comentar

  1. 27 Nei oliveira 09/05/2013 14:30

    A premier League , graças a Deus é um campeonato disputado, diferente da La Liga e Bundesliga. E Breitner vem falar mal do certame, para o United falta um Winger como Giggs ,e um volante tipo Modric ,meia de ligação não dá certo lá e um lateral -esquerdo como Evra.

    Responder
  2. 26 Fred 08/05/2013 9:36

    Tão Bayern que ao final da temporada o Fergunson também se aposentará…

    Responder
    • bel 08/05/2013 16:58

      Mesmo sabendo que isso estava próximo de acontecer e que agora finalmente vai acontecer,me deixa muito chocada. Seja quem for o sucessor de SAF,que consiga manter a máquina de títulos funcionando.

    • Luiz Souza 08/05/2013 10:26

      Fim de uma era:
      http://www.espn.com.br/noticia/328105_alex-ferguson-anuncia-aposentadoria-ao-fim-da-temporada-e-deixa-united-apos-26-anos

      Ai vem a questão, quem vier vai conseguir fazer o United a máquina que sempre foi com Fergunson ?

      Ou teremos uma Premier League bem mais equilibrada.

      Se tirar hoje o United. City, Chelsea, Totteham e Arsenal estariam matematicamente brigando pelo título e UCL.
      Um United um pouco mais fraco, nivelaria a competição para estas 5 equipes, City e Chelsea despontando por terem chques em branco.

  3. 25 Luiz Souza 07/05/2013 22:28

    Ei Wigan hein ?
    O incaível vai cair ?

    3 pontos fora pra sair da zona

    Responder
  4. 24 Leonardo Moamed 03/05/2013 14:24

    Daniel, não digo que irá brigar por título, mas o Liverpool. se contratar pontualmente, pode entrar no segundo patamar, onde estão Arsenal e Tottenham. O Chelsea, apesar do mau campeonato, tende a crescer e brigar contra os Manchester’s. A renovação, que era necessária, está quase concluída. Se Mourinho vier, é bem provável que mais alguns atletas o acompanhem (não necessariamente do Real), assim, o Chelsea ficaria mais forte. O Liverpool está passando pela renovação, também. A diferença é que os investimentos são menores. Se derem tempo ao Rogers, ele fará um bom trabalho. Estou ansioso com a janela de transferências, mesmo não achando que o clube gastará muito dinheiro, e com a próxima temporada, onde espero, no mínimo, a briga pela classificação à UEFA – com mais força.

    Responder
    • Rodrigo 03/05/2013 18:53

      Liverpool tá melhorando, mas ainda acho que gasta muito mal. Allen, Sturridge…jogadores mais caros do que deveriam ser.

  5. 23 Pedro Stofel 03/05/2013 11:59

    O pior momento foi quando Beckham saiu para o Real Madrid,e o time perdeu a sua maiór referencia.Roy Keane foi embora e Ferguson criou problemas com o matador Van Nisterwoy.O United foi eliminado em ultimo lugar da UCL e fechou 2006 levando um baile do Chelsea.Até que o novo camisa 7 amadureceu e assumiu o papel de protagonista.
    Da pra competir sem um elenco caro,mas não sem um grande elenco,e neste caso muita sorte com relação as lesões e um excelente condicionamento fisico.

    Responder
  6. 22 Claudio Roberto 03/05/2013 10:44

    Sobre mourinho, não sei o que falar, no porto e na inter de milão, ele foi o dono do time porque os jogadores la não eram estrelas, por causa de titulos.

    No Real e chelsea, ele chega bem, detonando, passa 2 ou 3 anos ele mesmo nao se aguenta no proprio ambiente.
    Se ele voltar ao chelsea, num dou 3 anos pra ele sair novamente, a nao ser que ele venca 2 ou 3 premier e 2 ou 3UCL, por essas e outras que eu nao quero ele como substituto do SAF!!!

    Responder
  7. 21 Claudio Roberto 03/05/2013 10:39

    Excelente topico Daniel.
    Anda sumido hein….

    Eu gosto desse modelo de gestão europeu, todos chegam la no alto, de acordo com seu trabalho, United dominou um tri campeonato ingles, e foi semi finalista em 2007, campeao em 2008 e finalista em 2009 e 2011, poderia ter vencido duas ucl invictas.
    Cada campeonato procura fortalecer melhor seus times, em 2007 e 2008 3 ingleses foram a semi finais, consecutivas. só o liverpool ficou em declinio, já o chelsea ainda foi a final em 2012 e venceu.

    Saf nunca conseguiu ser tetra campeao ingles, essa epoca do titulo do Arsenal e os dois do chelsea ele vinha implementando o esquema mais atual hj, 4 3 2 1ou 4 5 1 como a TV le nas escalaçoes.

    SAF tem seus flops qnd contrata Djemba djemba, Carroll, Bebe, Dong Fang Zhuo, mas acerta em cheio quando trouxe na mesma epoca um CR7, Nistelrooy, e agora com Kagawa e Persie.

    Olhando pro elenco montado hj, ouvi falar que ele terá 120 mi euros pra contratar,
    na minha opiniao ele tem que investir em um zagueiro, um meia volante estilo Carrick.
    Não dá pro United deixar o elenco limitado a Fletcher, scholes, vidic e giggs, eles podem jogar, mas desfalcam mto o time em certos momentos.
    Jones é um otimo nome pra ser volante e o time se desfazer do anderson bundão!!

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios