Publicidade

Posts com a Tag Rafael Benítez

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 Chelsea | 13:57

Benítez, interino

Compartilhe: Twitter

Benítez derrubou Juventus, Chelsea e Milan na Champions League em 2005

Ainda que tenha assinado um contrato de 18 meses, como garante Tony Barrett (Times), Rafa Benítez foi oficialmente anunciado como “treinador interino” do Chelsea. Ou Roman Abramovich tentou expressar seu desejo de contar em breve com Pep Guardiola, ou finalmente admitiu que a interinidade é uma condição inerente a qualquer técnico dos Blues.

Afastado do futebol há dois anos, desde que foi dispensado pela Internazionale, o novo treinador enfrenta resistência dos torcedores. É impossível ignorar as várias batalhas contra o Liverpool, especialmente intensas entre 2005 e 2009, quando Benítez trabalhava em Anfield e encontrou o Chelsea dez vezes na Champions League. A desconfiança passa também pelo melancólico último ano do espanhol na Inglaterra e as contratações questionáveis enquanto manager do Liverpool.

Entretanto, ele é inegavelmente vencedor. Ninguém ganha por acaso duas ligas nacionais com o Valencia e uma Champions League com uma versão limitada do Liverpool. Benítez perdeu apenas dois dos 38 jogos da Premier League em 2008-09. Em seis anos de Anfield, Rafa virou ídolo dos torcedores porque tornou o time competitivo em qualquer cenário, como na semana em que venceu Real Madrid por 4 a 0 e Manchester United por 4 a 1, em março de 2009.

O Chelsea de Benítez deve ser mais consistente

Benítez faz radiografias de seus adversários, estuda-os detalhadamente antes de cada partida, característica que o torna tão eficiente em copas, sobretudo as europeias. O sistema do Chelsea não deve mudar, pois Rafa é um adepto convicto do 4-2-3-1. No entanto, a depender do oponente, a estratégia será diferente. É possível, por exemplo, que um dos armadores dê lugar a Ramires na linha dos meias, por conta do péssimo momento defensivo do Chelsea e da predileção do espanhol por equipes mais consistentes.

E Fernando Torres? Há quem interprete a aposta em Benítez como uma espécie de cartada final para que o centroavante se recupere. Até pela falta de alternativas confiáveis, é provável que Rafa dê nova chance a Torres, de quem ele extraiu o máximo durante sua passagem pelo Liverpool. Contudo, a crise do ex-artilheiro engloba vários aspectos: é física, técnica e de confiança. Assim, Benítez precisa incluir um atacante (além de um ou mais volantes para aprimorar o 4-2-3-1) em sua lista de compras para o mercado de janeiro.

Aliás, as futuras aventuras de Benítez no mercado realmente preocupam os torcedores. Mas, apesar dos inúmeros flops (N’Gog, Babel, Morientes, González, Keane, Aquilani e por aí vai), ele ainda é o técnico que contratou Skrtel, Agger, Mascherano, Alonso, Torres, Suso e Sterling. E também não sabemos até que ponto Abramovich lhe dará autonomia para tomar decisões estratégicas. De qualquer maneira, para aceitar ser chamado de “interino”, Rafa certamente estava muito determinado em retornar à Inglaterra. A rejeição da torcida, a excentricidade do proprietário, o vestiário e o passado tornam o desafio ingrato. Motivado, Benítez tem capacidade para enfrentá-lo.

Autor: Tags: , ,